Urban Farmcy: revolução na gastronomia!

Hamburguer

Quem me conhece sabe que eu sou uma verdadeira apaixonada por hambúrguer, e, claro, por carne, mas, às vezes a gente tem que experimentar outros horizontes, né não?! Foi assim que eu acabei caindo de para-quedas no restaurante do momento em Porto Alegre: o Urban Farmcy.

Inaugurado na semana passada, o lugar tem atraído a atenção tanto da galera mais #green, como dos curiosos, como euzinha aqui! Foi aí que eu me juntei com a Carina, uma amiga estilista super preocupada com o futuro do planeta, e rumei para lá, munida de toda a minha fome.

Ambiente

Localizado em um charmoso casarão antigo no número 299 da Hilário Ribeiro, o Urban oferece um clima bem agradável e aconchegante para quem busca se aventurar provando os seus pratos feitos com ingredientes super frescos.

Já na chegada ficamos encantadas com as estufinhas de microgreens: como eles chamam as plantinhas e temperos produzidos ali mesmo no restaurante. Colher os vegetais quando ainda são muito jovens faz com que eles reúnam mais nutrientes do que o habitual, já que não são plantas completamente desenvolvidas. Além de super saudável, não é MUITO fofo?

Além disso, o Urban busca trazer o conceito de hyper-local food, ou seja, eles produzem boa parte do que é usado na cozinha na própria casa, e compram os outros insumos de “pequenos fazendeiros urbanos”. Assim, conseguem mapear a origem dos alimentos e ainda incentivam a produção local em pequena escala. O encurtamento da distância entre o produtor e a mesa auxilia na preservação dos nutrientes da planta, já que tudo é servido o mais fresco possível.

E o conceito de sintonia com o meio ambiente está por todo o lado. Os sofás da espera, no segundo ambiente, também refletem esse espírito de sustentabilidade. Eles são feitos de velas de barco reaproveitadas e cheias de história. Acho lindo usar algo que não serve mais para uma determinada finalidade, mas se presta tão bem a outras tantas. Vamos reaproveitar, consertar e, sobretudo, parar de produzir tanto lixo!!!

Mas bueno, foi no terceiro ambiente da casa, um jardim emoldurado por vários livros interessantes, que a gente resolveu se instalar. O espaço é um pouco mais reservado e dá até para ouvir a música ambiente. Muito acolhedor!

Pratos

A partir daí a Vick, uma atendente muito simpática, veio nos ajudar a escolher os melhores sabores para provarmos. Iniciamos pelo juice festival: um conjunto dos cinco sucos produzidos e servidos na casa. Não existe sacada melhor do que essa para possibilitar uma experiência completa de tudo que a gente pode usufruir da cozinha do Urban.

O verde mais forte é o supergreen detox, e tem até coentro na fórmula, o que eu achei bem interessante. O verde mais claro é o spicy C, fortalecendo a imunidade do corpo através de uma combinação de laranja, abacaxi, coentro e pimenta jalapeño. O vermelho tem essa cor por causa da beterraba e junta mais um monte de coisas boas para dar aquele up no bronzeado. Não chega a ser medicinal, mas vai… tá valendo! Por isso o nome dele é sun beet. O forever youg é o mais “básico” deles – uma combinação de morango, abacaxi e laranja. E o fresh tropic foi eleito o preferido tanto por mim, quanto pela Carina: melancia, pera, limão siciliano, maçã e gengibre. Uma delicia.

Depois foi a vez de escolher os pratos e, como não poderia deixar de ser, eu fiquei seduzida pelo hambúrguer. Eles oferecem duas opções e nós resolvemos pedir cada uma um burger diferente para provar de tudo. A Carina foi de Portobello Hummus, um hambúrguer de cogumelo Portobello, com ricota a base de amêndoas, zucchini hummus feito de macadâmia, limão siciliano, tahini, óleo de oliva, cominho, alho, páprica, sal do himalaia, e cebolas caramelizadas com tâmaras, tamari e óleo de oliva, com alguns microgreens no topo. Olha que lindão:

Os burgers vinham acompanhados da couve kane, considerada uma super food, pela quantidade de nutrientes que possui nas suas folhinhas. Elas vinham em forma de chips que não foram fritos, mas sim desidratados por 14h em temperatura abaixo de 46ºC, para manter todos os nutrientes da planta. Levemente apimentadas por conta do molho de pimenta caiena, elas ainda são temperadas com pasta de castanha de caju, pimentão vermelho, suco de limão siciliano, levedura nutricional, e sal do himalaia.

 

Eu pedi o Portobello Pesto que vinha mais temperado e molhadinho que o da Carina, apesar de a base de cogumelo ser a mesma. Olha só todas essas cores e sabores:

Ele vinha com hambúrguer de cogumelo Portobello, pesto de pistache com microgreens de rúcula, parmesão feito à base de sementes de girassol e tomates desidratados. Apesar de eu sentir um pouco a falta de carne, a combinação ficou super saborosa e eu aprovei. Principalmente porque fiquei tão leve, mesmo comendo hambúrguer, que logo quisemos conhecer as sobremesas do Urban.

Eu pedi um sorvete de avocado, que vinha com uns crocantes bem bons e uma casquinha handmade de cacau, maça, aveia, farinha de linhaça, maple syrup (um xarope extraído da seiva de árvores do gênero ácer – aquele famoso xarope canadense) e limão. Parece que o sorvetinho, rico em antioxidantes, ajuda a saúde do coração e auxilia a ação dos hormônios e o controle da glicemia. Nada mal.

Já a Carina pediu a lemon pie, uma torta de limão com base crocante de nozes, macadâmias, tâmaras, e canela, recheada com coco, suco de limão, óleo de coco, avocado, lecitina, açafrão e agave. Para completar, o molho do topo leva até suco de espinafre. Nunca fui tão verde na minha vida!

Para molhar o bico pedimos uma garrafinha de 300 ml do nosso suco favorito, o fresh tropic, para dividir. O mais legal é que eles dão a garrafa de vidro para levar para casa, e, trazendo na próxima vez, dá para reabastecer de suco com um descontinho no preço. Genial, não? Comida com consciência, incentivando a mudança na cultura do consumo: AMEI esse lugar! Olha o papelzinho para amenizar a nossa lambança – aqui é tudo assim – em sintonia com o planeta. Toda essa experiência saiu por R$ 71,80 para cada uma de nós.

A experiência

Desde que entrei nesse lugar senti que seria uma experiência muito diferente do que eu estou acostumada. Amante de carne e comidinhas nem tão saudáveis assim, eu confesso que me surpreendi. Acho que meu paladar ainda precisa se acostumar melhor a esse novo conceito de gastronomia, mas no geral, achei muito saboroso e divertido me aventurar em terrenos mais verdes. Aos pouquinhos a gente tenta!!! Afinal, o Urban não é só mais um restaurante novo em Porto Alegre. Ele veio para mudar culturas e inserir novas ideias no nosso cotidiano. Change your food, change your mood.

Não que eu vá deixar de comer um churrasco ou um baita hambúrguer de carne, mas acho super importante a gente procurar não ingerir tantos alimentos industrializados, processados ou cheios de agrotóxicos. Mapear a origem do que andamos consumindo se torna cada vez mais essencial. E essa idéia de super food é algo que já vem sendo bem estudado lá fora, mas ainda não foi tão explorado por aqui. Por isso, parabenizo a iniciativa do Urban de trazer todas essas novas ideias para o nosso querido rincão porto-alegrense. Voltarei para provar os outros pratos, como esse espaguete de abobrinha aí da foto, que me deixou babando!

By   -   mar 26, 2017   -   0 Comment
YOU MIGHT ALSO LIKE