Churrascaria Porto Alegrense: um clássico da capital gaúcha

PORTO ALEGRE
Entra ano, sai ano, o sábado na churrascaria Porto Alegrense é sagrado. O restaurante da Av. Pára, 913 às vezes tem fila de espera, mas ela não costuma demorar. Tenha paciência, vivente. Vai pedindo uma caipirinha e acalma esse coração. O melhor está por vir.
  
O restaurante não tem nada de frescura. Ao melhor estilo galpão, com teto alto e muitas mesas para servir, a Porto Alegrense acolhe a todos com muita competência. Os garçons já nos conhecem pelo nome e já sabem até o pedido da vez. Como já é de praxe, começamos pela caipirinha.
  

O clássico pãozinho de queijo assado no espeto já é colocado na mesa para ir forrando o estômago. Crocante por fora e macio por dentro, ele não se parece com nenhum outro pão de queijo. Como não é feito no forno e sim na churrasqueira, tu é capaz de sentir um leve saborzinho defumado de churrasco. Delícia!

Enquanto esperamos a carne ficar pronta, um simpático garçom passa nas mesas apresentando uma coletânea de salsichões com pimenta forte, média e fraca. Sempre ficamos na média – O pessoal aqui é fã de pimenta, mas não vamos exagerar. Os pedidos de salsichão e pão de queijo são anotados por unidade. Justo!

Saladinha mista e maionese para acompanhar e voilá: costela suculenta e saborosa. É por isso que seguimos voltando neste lugar. Dá um look nessa belezura:

Depois de tanta comilança ainda achamos espaço para uma sobremesa bem tradicional: “creme com sagú”. Pedimos assim mesmo, porque gostamos mais do creme, mas a questão da proporção é do gosto do cliente. E para quem acha que sagú é sobremesa de pobre – tô nem ae – é bom, é de gringo e eu goxtoooo.

Satisfeitíssimos pagamos honestos R$ 126,00 por toda essa comida e fomos embora felizes, saltitantes e uns quilinhos mais gordos. Valeu a pena!

By   -   dez 15, 2016   -   0 Comment
YOU MIGHT ALSO LIKE